Vitaminas


Vitamina após a cirurgia bariátrica

 

A realização da cirurgia bariátrica  resultará numa absorção menor de algumas vitaminas devido alteração anatómica do estômago e do intestino. A deficiência de vitaminas e minerais após a cirurgia bariátrica pode causar alterações neurológicas, dermatológicas, por exemplo, na pele, nos cabelos, nas unhas e óssea. Por isso é muito importante a suplementação de vitaminas, cálcio e ferro por um longo período após a redução de estômago. Em alguns casos ainda será necessária pela vida toda.

Entre as substâncias que deverão ser tomadas estão as: Vitamina A, Vitamina D (Colecalciferol), Vitamina E,Vitamina B1 (Tiamina) e Vitamina B12 (Cobalamina), além de cálcio, ferro e ácido fólico. As quantidades e os tipos de suplemento a serem ingeridos após a cirurgia bariátrica dependem muito de pessoa para pessoa e do tipo de cirurgia realizada. Após o primeiro ano da cirurgia de redução de estômago a suplementação passa a depender do tipo de dieta e da capacidade do organismo do paciente em se adaptar ao novo sistema digestivo.

Por meio de exames periódicos, o médico (cirurgião bariátrico) e nutricionista podem acompanhar os níveis de ferro, ácido fólico, cálcio, vitamina D e vitamina B12, por exemplo, e verificar a real necessidade da suplementação. Existem deficiências que só se manifestam depois de anos de cirurgia, como a deficiência de ferro, desta forma o compromisso do paciente e da equipa (cirurgião bariátrico e nutricionista) com o acompanhamento a longo prazo e com a suplementação para compensar as deficiências é vital.